domingo, 3 de janeiro de 2010

Cabo-de-Guerra: um combate simbólico


     
     As antigas sociedades agrícolas íam buscar na religião e nos rituais de magia, proteção das forças da natureza. Foi assim que surgiu o Cabo-de-Guerra: uma disputa entre dois grupos situados cada qual na extremidade de uma corda, entre eles uma linha riscada no chão, ganha o grupo que conseguir puxar o adversário para o seu lado da linha.
     Hoje o Cabo-de-Guerra, é mais uma brincadeira infantil, mas para os antigos povos uma tradição, onde os grupos adversários representavam o combate das forças da natureza. Na Birmânia, por exemplo, os grupos defrontavam-se como "partido" da chuva. Segundo a crença popular, a vitória do "partido" da chuva, significava que não faltariam chuvas durante todo o ano.Na Coréia, aldeias vizinhas disputavam Cabo-de-Guerra, para advinhar qual delas teria a melhor colheita.
     Esse exemplo mostra que assim como as religiões, que tem muitos pontos em comum entre países diversos, o uqe lhes dá um caráter universal, também os jogos têm entre si muitos pontos em comum. Os jogos podem ser considerados, por isso, como uma criação coletiva de todos os homens em diferentes épocas, isto é, como uma valioso elemento da culturade uma sociedade.

4 comentários:

  1. quem foi o inventor do cabo de guerra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem pessoa certa que é o inventou

      Excluir
  2. Muito Legal o Conteúdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir